quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Pastor e família morrem em acidente na Flórida


A única sobrevivente da família do pastor José Carmo, Lidiane Carmo, 15, tomou conhecimento na terça-feira, 31, da perda do pai, mãe e irmã ainda na cama do hospital onde está internada em estado grave.


A tragédia aconteceu no domingo, 29, na rodovia I-75 em Gainesville, Flórida. Eles voltavam, juntamente com outros membros da Igreja Ministério Internacional da Restauração em Atlanta, em duas mini vans da Geórgia quando se envolveram em um engavetamento causado pela falta de visibilidade na pista. Dos dez mortos, cinco eram brasileiros.



O acidente abriu uma ferida profunda nos membros da igreja além de expor outros problemas que eles não estavam preparados para enfrentar. Lidiane, a única sobrevivente da família no acidente, vive no país sem documentos legais. A notícia foi confirmada por autoridades da igreja.



Além do pastor José Carmos, sua esposa Adriana e a filha Letícia, outros dois membros da Igreja da Restauração morreram no acidente. A igreja agora se vê em dificuldades financeiras para transportar os corpos de volta para a Geórgia e de transportar para o Brasil onde devem ser enterrados.



Bobby Curtis, outro pastor da igreja, disse que membros da igreja temem que Lidiane seja enviada de volta ao Brasil por ser uma imigrante indocumentada, pois ela praticamente viveu toda a vida nos Estados Unidos.



O seus pais chegaram ao país há 12 anos com visto. Lidiane tinha apenas três anos de idade. Eles permaneceram após o vencimento do visto. A igreja está preparada para lutar pela legalização de Lidiane.
“Nós temos que conseguir documentos para ela”, disse o pastor Curtis. “Ela não pode voltar ao Brasil”.



O tio de Lidiane, Edson Carmo, também morreu no acidente juntamente com a namorada Rose.



Charles Kuck, um advogado de imigração em Atlanta, disse que ela não deve ser deportada devido a uma lei federal que concede status especial para jovens. “Esta criança ficará bem. Ela é claramente uma órfã neste momento”, disse Kuck.



Lidiane não tem seguro de saúde. Ela sofreu ferimentos graves. Vários ossos quebrados e ferimentos internos. Os médicos já fizeram uma operação e outra deverá ser realizada em breve.
Os tios de Lidiane, que moram no condado de Cobb, estavam ao lado dela na cama de hospital e preparados para levá-la para casa.
“Nós precisamos de toda ajuda que pudermos ter”, disse Rosana Alves que é membro da igreja.



Líderes da igreja disseram que o governador da Flórida Rick Scott prometeu ajudar as vítimas do acidente durante uma visita ao Shands Hospital na Universidade da Flórida, onde as vítimas foram tratadas.



Enquanto isso, membros da igreja estão pedindo a comunidade ajuda financeira. Uma conta “Ajuda de Funeral para a Família Carmo”, foi aberta no Bank of America para receber ajuda.



Os corpos das vítimas já foram liberados pela Flórida e os membros da igreja precisam trabalhar rápido para arrumar uma casa funerária. Os líderes da igreja esperam que o velório ocorra no final desta semana.

Essa é a conta para ajuda financeira:

Carmo Family Funeral Fund
334036157634
Bank of America


Da redação do Comunidade News (Adaptado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário